menu
arrow_back

Migração do GKE para contêineres

Migração do GKE para contêineres

1 hora 15 minutos 7 créditos

GKE-Engine.png

GSP475

Laboratórios autoguiados do Google Cloud

Os contêineres estão rapidamente se tornando a forma padrão de implantar aplicativos de software. Devido às vantagens comerciais e tecnológicas da contentorização de cargas de trabalho, muitas equipes estão transferindo aplicativos para contêineres. Nesta demonstração, você aprenderá a migrar um aplicativo sem estado em execução em uma VM para ser executado no Kubernetes Engine (GKE). Você verá o ciclo de vida de um aplicativo migrado de uma implantação comum em VM/SO para um sistema operacional específico para contêineres e depois para uma plataforma para contêineres mais conhecida como GKE.

Visão geral

O uso de contêineres para implantar aplicativos tem muitas vantagens. Entre elas:

  1. Isolamento: os aplicativos têm as próprias bibliotecas, sem conflitos com bibliotecas diferentes de outros aplicativos.

  2. Limites no uso de CPU e memória: os aplicativos não sobrecarregarão recursos dos outros aplicativos.

  3. Portabilidade: o contêiner tem tudo que é necessário, sem ligação com um SO ou provedor de nuvem.

  4. Mais leve: por ser compartilhado, o kernel é muito menor e mais rápido que uma imagem completa de SO.

Participe do Qwiklabs para ler o restante deste laboratório e muito mais!

  • Receber acesso temporário a Console do Google Cloud.
  • Mais de 200 laboratórios, do nível iniciante ao avançado.
  • Tamanho compacto para que você possa aprender no seu próprio ritmo.
Participe para iniciar este laboratório
Pontuação

—/100

Create Deployment

Executar etapa

/ 50

Load Testing

Executar etapa

/ 30

Scale prime-server deployment

Executar etapa

/ 20